quinta-feira, 25 de março de 2010

Não deu azia o/

 Ignorem a beleza, as torradas e posso imaginar que o sabor também, meu Omelete de ontem não teve nada disso =/
Ta né eu nunca fui de cozinhar mesmo...
Ontem fiz janta em casa, arroz, feijão e Omelete. Muitas pessoas dizem 'Se você não aprender a cozinhar não vai casar'. NÃO foi peso na consciência, foi vontade mesmo, na maioria das vezes ela passa, mas agora foi inevitável. Eu me SUPEREI.
Insisto na idéia de que essa coisa de cozinhar é dom, são muitos os detalhes e sempre me confundem, por exemplo: Qual a diferença de colocar alho ou não no arroz? Alguém já reclamou dizendo: Mãe, dá próxima vez coloque mais um dente de alho. Pra mim isso é frescura, saka!
O arroz não saiu papa, nem queimado, estava comível. Sem comentários sobre o feijão. O prato do dia estava apetitoso, pelo menos ninguém reclamou. Temperei apenas com sal e um temperinho lá que minha mãe comprou na feira (mais uma das coisas que acho que não faz a mínina diferença), cebola e  cheiro-verde e salsinha como é conhecido, outra questão "importantíssima", NUNCA use um sem o outro (¬¬ pra que?). E se um dia acabar a salsinha e eu usar apenas o cheiro-verde, alguém diz: Carol, dá próxima vez coloque salsinha.  Isso é um mistério pra mim! 
Seguindo a idéia do título, essa façanha não me causou azia alguma. Vou cozinhar na Ana Maria Braga ainda \o/...

Bon Appétit!

terça-feira, 9 de março de 2010

Pra Ele ;D

                                      Niel Grilanda
                                        
Meu amigo tem um jeito todo meigo que encanta, conquista o coração.
Sabe e compreende  meus problemas esquisitos.
É todo lindo esse meu amor e como sabe me fazer bem.
Menino com manias de homem. 
Homem que só ele saber ser
Não me faz sofrer, nunca deixa meu coração chorar.
Conhece a dor de esquecer, aquele quem viu tanto amar.
Nunca esqueço nossa fria despedida, 
Sem olhares cruzados, sem toques e sem abraço, 
Mas te tenho tanto amor ainda.
Éramos duas crianças e tão perdidas, perdemos o tempo que nos pertencia
 Apenas saudade dos nossos momentos nos resta
Amo-te sempre!

segunda-feira, 8 de março de 2010

Seventeen years

05/03/2010

Tinha varias expectativas esse ano sobre meu 17º aniversário, algumas delas foram superadas, já as outras prefiro esquecer que um dia as tive.

O dia começou mais ou menos, um enorme abraço da irmã mais nova, um simples feliz aniversário da mãe, um bom dia do resto da casa. Minha oração de agradecimento cheia de entusiasmo, seguindo a rotina.


Um bolo de milho feito pela companheira do serviço, as mensagens SMS que não paravam de chegar, os Scraps às vezes tão frios mais significativos pra mim, tentei responder a todos e não poderia de deixar de comentar sobre o depoimento do melhor amigo, que por motivos de distancia não pode vir. Dos mais chegados recebi comprimentos pessoalmente, dos paqueras ligações repetitivas. Nem percebi já eram 17 horas, fim do expediente. Infelizmente não encontrei o amigo do ônibus 'logo hoje!'. Em casa o movimento estava diferente, já sabia que iria ganhar um bolo, minha mãe nunca consegue guardar segredo, nem fazer qualquer tipo de surpresa. Chocolate sempre foi a minha opção, tinha na sacola do mercado um pacotinho de coco ralado. Bolo de Prestígio. A festa do dia seguinte foi cancelada pelos acontecimentos da semana que se passou, mas o bolo que havia encomendado chegou feito pelas mãos da Vó, essa sim sabe como fazer surpresas. Não demorou, um casal de amigos chegou.  Como manda a tradição, cantamos a típica música cortei os bolos de baixo pra cima e fiz dois desejos, besteira, mais resolvi entrar na dança. Comeram, conversamos, meus segredos quase todos revelados pelos familiares, o casal logo se foi. O dia tão esperado chegou ao fim, dessa vez sem fotos pra recordação, apenas lembranças de um dia feliz.
Meus presentes foi Deus quem me deu. Nada de ouro nem prata, mas vida em abundância e amigos inesquecíveis. Aos votos formais de saúde, paz, amor, alegria, somente desejo em dobro.

terça-feira, 2 de março de 2010

Mudança de ares


Não por costume, adicionei um rapaz no Orkut que tem um perfil bem bacana chamado "Projeto Nutrindo Almas". 

Rafael Carvalho, ele se descreve como criador do blog, escritor e aluno de tecnologia em Agronegócios pela Fatec Rio Preto.
Através desse link www.nutrindoalmas.blogspot.com vocês poderão conhecer o trabalho que ele faz com uma visão bem ampla sobre cultura.
"Nenhuma pessoa é capaz de alcançar a liberdade intelectual sem cultura. E a arte representa um papel fundamental na conscientização de um povo, colocando-o diante de seus direitos e deveres."

Interresei-me pelo livro "Do Amor Se Fez Amuleto", ainda estou bem no começo, mas já estou fascinada pela história, até colabora deixando os livros a disposição para quem quiser baixar. =D http://nutrindoalmas.blogspot.com/2009/12/arte-escrita-rafael-carvalho.html